September 12, 2011 | bfeldman | Architecture, Sustainability

Fox Architects viewpoint – Sustainable Design – Perspectiva Fox Architects – Projeto Sustentavel

We are posting in English and Portuguese, for the benefit of our friends in Sao Paulo.

Here at Fox we have a running debate concerning LEED and sustainable design – that being “what exactly is sustainable design?”  This might sound like an odd question for a design firm that specializes in LEED consulting to be asking, but I think it’s crucial to our success.  Our profession tends to use certain words interchangeably – “green”, “sustainable”, “LEED”, “Energy Efficient” – however they are not all the same. For example…

Aqui na Fox, temos um debate sobre a execução LEED e projetos sustentáveis – “O que é exatamente um projeto sustentável?” Isto pode parecer uma pergunta estranha para uma empresa cuja é especializada em consultoria para LEED, mas eu acho esta pergunta crucial para nosso sucesso. Nossa profissão tende a usar certas palavras intercambiáveis ​​– “verde”, “sustentável”, “LEED”, ” eficiência energética” – porém não são todas iguais. Por exemplo…

We are currently working as LEED consultant on a project outside Sao Paulo Brazil.  There are a growing number of LEED certified buildings in Brazil but as a percentage of total construction they represent a very small piece of the construction market. This makes each LEED project hyper sensitive within the region.  Brazil like most countries has issues with transportation infrastructure, water and air quality and maximizing construction resources.  LEED helps to raise the bar on design and construction.  These buildings set an example of energy efficiency and good stewardship of resources.

Estamos trabalhando como consultores em um projeto LEED em São Paulo, Brasil. O número de edifícios certificados com LEED no Brasil esta crescendo, mas em percentagem do total de construção eles representam uma parte muito pequena do mercado. Isso faz com que cada projeto LEED seja hiper sensível. O Brasil como a maioria de outros países tem problemas com transporte, qualidade de água e ar, e o uso de seus recursos de construção. LEED ajuda a elevar projetos e construção. Estes edifícios se fazem como exemplo de eficiência energética e uma boa administração de recursos.

When you look at LEED holistically, it seems like a great tool to improve design and construction quality.  But individually, some of the credits don’t make sense.  Consider the Materials and Resources credits for Regional Material use.  Our building (like the majority of buildings around Sao Paulo) features a concrete structure, steel reinforcing and CMU infill walls. Taken together, these 2 materials make up a majority of the cost of the project.  Since these materials are all produced locally, getting 2 points for the “Regionally Produced Materials” credit was simple – every building in the region would comply with these credits.  There’s nothing particularly “overtly sustainable” about this – it’s a fact of construction in this part of the world.  These two credits are not as important as a 4% increase in MEP systems efficiency, or bringing daylight and views to 95% of the building occupants, but they all have the same value to LEED.   This seems nonsensical, but that’s how LEED works.

Quando você explora o LEED holisticamente, parece ser uma otima ferramenta para melhorar seus projetos e a qualidade de construção. Mas individualmente, alguns dos créditos não fazem sentido. Considere os creditos de “Materiais e Recursos para uso de materiais Regionais.” Nosso prédio (como a maioria dos edifícios ao redor de Sao Paulo) apresenta uma estrutura de concreto, aço de reforço e paredes de cimento. Juntos, esses materiais compõem a maioria do custo do projeto. Sendo que estes materiais são produzidos localmente, ja ganharemos (2) pontos para o credito “Materiais Regionalmente Produzidos ” tornando-se muito simples – Praticamente cada edifício na região estaria de acordo com esses créditos. Não há nada particularmente “sustentável” sobre isso – é um fato da construção desta parte do mundo. Estes (2) créditos não são importantes quanto por exemplo um aumento de 4% em eficiência dos sistemas mecanicos, ou ao fato de trazer luz natural para 95% dos ocupantes do edifício, mas todos eles têm o mesmo valor para LEED. Isso parece absurdo, mas é assim que o LEED funciona.

At Fox, we work hard to get beyond the oddities of LEED.  Early on, we identify the credits that we know provide measurable benefit to the owner.  We place the bulk of our efforts on these credits.  We pay special attention to “innovation” credits – often these credits feature the creative problem solving unique to a particular site or owner, and as such have increased benefits.

Na Fox, nós nos empenhamos para superar as “esquisitices” do LEED. Logo no início de um projeto, nós identificamos os créditos que sabemos proporcionar os benefícios mensuráveis ​​para o proprietário. Nós colocamos o nossos esforços nesses créditos. Damos especial atenção a créditos de “inovação” – muitas vezes estes créditos apresentam uma resolução criativa a problemas exclusivos de uma determinada obra ou um proprietário, e qual tenha aumentado os seus benefícios.

Some Examples:

Alguns exemplos:

The sectional design of the Monsanto Data Center – making the chilled air do double duty to cool the electrical equipment, while separating facilities and IT personnel (helping cut down on human error).

O projeto seccional do Monsanto Data Center – fasendo o ar refrigerado tornar o dobro para resfriar o equipamento elétrico, enquanto separando instalações e os trabalhadores de tecnologia de informação (ajudando reduzir o erros).

Diagramatic Section - Monsanto Data Center
Diagramatic Section - Monsanto Data Center - reuse of waste air to cool electrical rooms

The planning of training spaces to gathering space to learning space at the Liebert Learning Center – effectively maximizing the use of the space for all building occupants.

O planejamento de espaços de formação para espaço para a aprendizagem no Liebert Learning Center – efetivamente maximizando o uso da area para todos os ocupantes do edifício.

Learning Center Plan Diagram
Learning Center Plan Diagram - linking of Training, Classroom and Break improving productivity

Grain storage at the St Louis Zoo Animal Nutrition Center – cutting down on waste (spoiled grain) while increasing productivity of the workers gathering and dispensing the pellets.

Armazenamento de grãos no St Louis Zoo Animal Nutrition Center – diminuindo o desperdício (grão velho), aumentando a produtividade dos trabalhadores em relacao as pelotas.

St. Louis Zoo - Grain Storage - easier to use, eliminates waste due to spoilage
St. Louis Zoo - Grain Storage - easier to use, eliminates waste due to spoilage

Refrigerant piping schematic at Emerson Data Center – increasing green space and saving over 2 miles of copper pipe.

Esquemáticas na tubulação de ar condicionado no Emerson Data Center – aumentando o espaço verde e uma poupança com mais de 2 quilômetros de tubulação de cobre.

Emerson Data Center - mechanical concept, piping and airflow schematic
Emerson Data Center - mechanical concept, piping and airflow schematic


We aren’t hung up on achieving any given point total.  We believe the most sustainable buildings are those that are both energy efficient and flexible, productive, beautiful places to live and work.  So, for now I think we’ll keep debating what “sustainable” means – the rewards are in the exploration.

Nós não somos ligados na realização de qualquer total determinado de pontos LEED. Nós acreditamos que os edifícios mais sustentáveis ​​são aqueles que são tanto de energia eficiente como flexível, produtivo, belos lugares para se viver e trabalhar. Então, por enquanto eu acho que nós vamos manter debatendo o que “sustentável” significa – as recompensas são na exploração.

Back to News